CÁLCULO FÉRIAS DO TRABALHO

CÁLCULO FÉRIAS DO TRABALHO
O que achou deste artigo?

Para fazer o Cálculo Férias do Trabalho é importante levar em conta o tempo de trabalho que foi realizado. É essencial entender que depois de 12 meses de trabalho, o empregado tem direito a até 30 dias de férias. É necessário que pelo menos 15 dias sejam corridos, portanto, sem quaisquer tipos de interrupções.

Cálculo Férias do Trabalho
Cálculo Férias do Trabalho

O Cálculo Férias do Trabalho é importante que seja feito para que as pessoas tenham direito a remuneração. A ideia é que perante aos 30 ou 15 dias de férias esse valor não faça falta para elas, portanto, é algo importante. Essa postagem irá te ensinar a ter todas as informações sobre esse assunto, pois é essencial saber.

Cálculo Férias do Trabalho: Como Fazer

Nas férias, o empregado deve ser remunerado com um valor correspondente ao seu salário e mais ⅓ do total. Ambos devem ser ⅓ e serem pagas até dois dias antecedentes do começo do período das férias.

As férias são ser concedidas ao trabalhador dentro do ano seguinte a sua solicitação. O colaborador tem direito a 30 dias de férias, e o mesmo pode escolher 3/3 ou 203 disso. Caso o empregado escolha folgar apenas 20 dias, os outros 10 dias restantes, são pagãos a ele.

Esse fato citado anteriormente também é conhecido como Abono Pecuniário, ou seja, um direito do empregado. Isto deve ser aceito pelo empregador sem qualquer discordância, porque é um direito que o empregado tem.

Depois de 12 meses trabalhados o empregado poderá entrar de férias, e para realizar o cálculo de férias tenha cuidado. Existem alguns elementos que devem ser levados em conta nesse processo, como a dedução do INSS e do IRRF.

A quantia passada ao empregado nas férias é igual ao seu salário bruto, mais 1/3 desse salário. O valor que for obtido é multiplicado pela alíquota INSS correspondente, considerando-se no processo, a sua tabela anual.

Após isso, o resultado deverá ser multiplicado pela alíquota do IRRF e subtraído da parcela de dedução do IRRF. Confira a tabela oficial abaixo:

Tabela Alíquota INSS

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO (R$) ALÍQUOTA DE RECOLHIMENTO DO INSS
até 1.659,38 8%
de 1.659,39 até 2.765,66 9%
de 2.765,67 até 5.531,31 11%

Tabela Imposto de Renda

RENDA MENSAL (R$) ALÍQUOTA (%) DEDUÇÃO DO IR (R$)
Até 1.903,98 Isento
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36
Dedução por dependente: R$189,59

Férias Proporcionais

As férias proporcionais são concedidas apenas se o empregado for demitido sem justa causa. Além disso, a demissão motivada por ele mesmo, término do contrato de trabalho e se o empregado possui menos de um ano de trabalho na mesma empresa.

desktop calendar

Nessas férias, o trabalhador deve receber um valor de acordo ao período incompleto de férias.

Cálculo de Férias Vencidas

Segundo a lei, todo trabalhador tem direito a férias a partir de 12 meses trabalhados. Entretanto, o empregador tem até 23 meses para ofertar ao empregado o período de férias.

Se o trabalhador complete dois anos de serviço em uma empresa e não tire férias, o empregador deverá pagar uma multa. Ot mesmo deverá ressarcir o trabalhador duas vezes no valor das férias, uma das vezes referente a multa e outra, referente ao ano vigente de férias.

Gostou? Então Compartilhe:

Deixe um comentário