COMO PAGAR INSS COMO AUTÔNOMO – Pis, Nit

COMO PAGAR INSS COMO AUTÔNOMO – Pis, Nit
O que achou deste artigo?

Como pagar INSS como autônomo?

Essa pergunta é bem frequente principalmente para as pessoas que são autônomas, ou aquelas que trabalham na informalidade. O processo não é complicado, é até simples e hoje nós decidimos falar mais sobre isso.

Como pagar INSS como autônomo
Como pagar INSS como autônomo

Você é o nosso convidado, e continuará conosco até o final. Vamos lá.

Como pagar INSS como autônomo 1° Parte

Estes são os quatro passos necessários para você virar um contribuinte individual do INSS e começar a garantir sua aposentadoria. Confira!

  1. Faça a inscrição no PIS / NIT

Todo mundo que paga mensalmente um valor ao INSS tem um cadastro no Programa de Integração Social (PIS). Se você já trabalhou com carteira assinada ou prestou serviço para uma empresa/pessoa física, provavelmente tem um registro. Além de ser conhecido como PIS, esse número também é chamado de NIT (Número de Inscrição do Trabalhador) ou NIS (Número de Inscrição Social). Para confirmar se você tem o registro, procure o número na carteira de trabalho ou vá a qualquer agência da Caixa Econômica Federal e leve seu RG.

Se você nunca contribuiu, pode fazer a inscrição no PIS pela internet (link no final da matéria), no site da Previdência Social. A partir daí, conseguirá pagar o INSS como autônomo. Ainda existe a opção de pedir o cadastramento pelo atendimento telefônico da Previdência Social, no telefone 135, ou em qualquer agência conveniada.

Como pagar INSS como autônomo

  1. Escolha o tipo de contribuição e quanto você vai pagar

Você será um contribuinte individual, mas ainda precisa escolher entre os dois tipos mais comuns dessa contribuição do INSS. O que muda entre eles é o quanto você paga todo mês e a aposentadoria que terá no futuro. Além disso, cada tipo de contribuinte tem um código diferente, e este número você precisa colocar na Guia da Previdência Social (GPS). Conheça abaixo os dois códigos e escolha a melhor opção para você:

Código 1007 – INSS – Contribuinte Individual

Indicado para quem quer pagar ao INSS 20% de quanto ganha, ou seja, do seu rendimento total. Não existe um limite mínimo, por outro lado, só dá para contribuir até 20% de R$ 4.663,75. Se você ganha mais do que isso por mês, continue pagando somente 20% desse valor.

Código 1163 – INSS – Contribuinte Individual

Escolha esse código se você quer recolher 11% do salário mínimo, que atualmente é um pagamento mensal ao INSS de R$ 96,80. Quem usa o código 1163 também tem direito às pensões e aos auxílios do INSS, mas só poderá se aposentar por idade. Nesse caso, o valor da aposentadoria que você vai receber será de um salário mínimo.

Como pagar INSS como autônomo 2° Parte

 1- Preencha a Guia da Previdência Social (GPS)

Existem duas maneiras de preencher a GPS, também conhecido como carnê do INSS: pela internet ou manualmente. Procure checar todas as informações antes de fazer o pagamento, principalmente o código que escolheu.

Pela internet

Acesse o site da Previdência (http://www.previdencia.gov.br/) e escolha uma destas opções: “Contribuintes filiados à Previdência Social antes de 29/11/1999” ou “Contribuintes filiados à Previdência Social a partir de 29/11/1999”. Leve em consideração a data em que você se cadastrou no PIS. Em seguida, preencha as informações que o site pede, como data (que é chamado de ‘competência’ pela Previdência) e valor. Assim que terminar, selecione o botão “gerar GPS” e imprima o documento.

Manualmente

Compre o carnê da GPS em uma papelaria e preencha este papel seguindo, o próprio carnê GPS já vem explicando como.

Como pagar INSS como autônomo

Como pagar INSS como autônomo 3° Parte

Quando terminar de preencher as informações, faça o pagamento da Guia da Previdência Social em banco ou lotérica. Não há uma data específica para fazer esse pagamento, mas o limite é o dia 15 do mês seguinte. Por exemplo, a prestação de agosto deve ser paga até o dia 15 de setembro. Se você perder essa data, sofrerá a cobrança de juros e multas, que podem chegar a 20% do valor devido. Para isso, acesse o Cálculo do INSS em Atraso no site da previdência para saber quanto terá que pagar.

Importante! Não é possível contribuir adiantado, ou seja, antecipar parcelas para ficar mais próximo da sua aposentadoria. Quem pensa em ter uma aposentadoria antes do prazo previsto pelo INSS pode pesquisar os planos de previdência privada que permitam um resgate na idade que você procura

Gostou? Então Compartilhe:

Deixe um comentário